-
-

LONGA É A ARTE, TÃO BREVE A VIDA

-
-
-

domingo, 5 de julho de 2009

São Miguel Arcanjo, de artista desconhecido, século XIX.


São Miguel Arcanjo é considerado o chefe dos exércitos celestiais e o padroeiro da Igreja Católica Universal.
-
É o anjo do arrependimento e sempre segura uma balança: símbolo da justiça como também do equilíbrio, da igualdade e da harmonia.
-
* No Egito, a balança e a morte estão associadas e a alma do morto era pesada pelo Deus Thot.
-
De um lado dos pratos, era posto uma pena simbolizando a verdade; e do outro lado, o coração do morto.
-
Cabia a Thot examinar a mente e determinar a dignidade do morto.
-
Se o prato do coração fosse mais pesado do que o prato da pluma, o morto era culpado por seus pecados.
-
Nos sonhos, ela possui vários significados:
-
A balança como um objeto diferenciado ou usada para pesar algo: pode referir-se a uma decisão comprometida que você deve tomar nas próximas horas e que requer toda a sua atenção.
-
A balança em um contexto absurdo ou que parece não ter nenhuma relação com o resto do cenário: indica problemas de auto afirmação. Você não confia em si mesmo(a).
-
A balança antiga de bronze: revela sede de justiça e equilibrio em sua vida. Tendência a idealizar as pessoas ou circunstâncias de sua vida.
-
(*Retirado do Dicionário de Símbolos e Imagens Oníricas, de Sérgio Pereira Alves - www.salves.com.br)
-

5 comentários:

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, Patrick, postas Miguel aqui e eu Gabriel lá ?? Lindo, Patrickíssimo! Sou suspeita pra falar...

Anjos, santos, a pintura barroca é deslumbrante. Acabo de postar algo do gênero. Combinamos??

bjs
tais luso

Apenas Alguém disse...

obrigado pelo comentário rapaz
quero sugerir um post pra vc, posta algo sobre a nudez na arte

Fabricante de Sonhos disse...

Patrick!
Linda a imagem.
E a simbologia é muito interessante!
Gostei, viu?

Um beijo enorme

VANUZA PANTALEÃO disse...

Definitivamente, Patrick anda a influenciar-me e eu só tenho a lhe agradecer.
São Miguel Arcanjo está aqui, na nossa estante, está aqui, na nossa alma errante.
Belo trabalho!!!Bjs

Dilberto L. Rosa disse...

Quem somos nos sem arte? Autômatos sem querer, senitr ou pensar, com certeza... 'Bravo' para seu preocupadamente consciente espaço: Tom mesmo era quem sabia das coisas, não?

Interessantes os poemas e pinturas aqui escolhidas (o poema é seu?), mais ainda o imprevisível 'post' sobre balanças... Pensava que fosses tratar dos anjos ou da Arte Barroca ou dos santos do pau oco...

Abraço!