-
-

LONGA É A ARTE, TÃO BREVE A VIDA

-
-
-

domingo, 24 de janeiro de 2010

Vida no fundo da terra, de Manabu Mabe, 1961.

-
O melhor de nossas vidas
é a arte que nos mostra.
Bem no fundo,
lá no fundo de tudo:
a vida,
há vida.
-

9 comentários:

Tertúlias... disse...

Querido, indiquei seu nome a um blogueiro... acho que talvez voce ppudesse ajudá-lo: veja só sua pergunta em

http://cineburleta.blogspot.com/

Só voce mesmo, acho, poderia ajudá-lo!

Moses Aron disse...

Oi Patrick! Sou eu o blogueiro do comentário acima. Será que vc pode me ajudar? Vi uma foto do quadro num livro de escola, alguns anos atrás, por isso acho que o quadro não deve ser tão obscuro.

Obrigado!!!

Solyni disse...

Patrick!Eu7, mais uma vez aqui, para deixar a minha marca...Achei engraçado o que senti quando vi a obra, uma mistura de sonhos com a impressão de estar dentro de uma caverna, sobre suzes azuladas e bem leves...Estranho, não?
Mas gostei, nos tranquiliza o coração...
um beijo
╬♥╬

Gilson disse...

Patrick

Estou de férias mas passei por aqui para deixar u abraço cheio de arte para você.

Analuka disse...

Caríssimo, é sempre bom transitar pelo teu espaço de azuis, arte, mistério... Concordo plenamente com tuas palavras: nada como a arte, para nos mostrar, que no fundo de tudo, pulsa, vibra e cintila a Vida!!! Abraços alados.

Osvaldo disse...

Muito belo. Belo demais.

Canto da Boca disse...

Sim, a arte que mostramos seja uma amostra do que ou de quem somos.

Abraço!

;)

Luna disse...

A arte é como uma alma, que nos rodeia mesmo quando não nos apercebemos...Por vezes ela se funde com a própria alma trazendo ao de cima aquilo que há de mais belo e de mais feio, trazendo tudo aquilo que se quer exprimir, mesmo quando parece impossivel.


Seu blog é muito bom!

Mente Hiperativa disse...

Na verdade não consegui interpretar a obra =/