-
-

LONGA É A ARTE, TÃO BREVE A VIDA

-
-
-

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Retirantes, de Cândido Portinari, 1944.


A arte também mostra
o lado desolador
da vida
sem pedir licença
nem perdão
-

5 comentários:

Tais Luso disse...

E daí Patrick, tudo bem?
A obra 'Retirantes' mostra a realidade crua. Que espetáculo quando o artista mostra a vida dos excluídos, dos abandonados; nisso faz um apelo aos governantes e aos responsáveis por essa nossa miséria toda. Coisa vergonhosa.

E as obras do Manabu Mabe são lindas, sempre. Estão entre as minhas preferidas.
Bjs
Tais luso

Solyni disse...

Concordo com a Tais, ver toda essa miséria e perseber que ela berra por ajuda ,mas nossos governates não fazem nada alme de vergonhoso chega a me deixar tremendamente enojada....
E a arte nem precisa nos pedir licença ou ter piedade...Pois de certa forma nós permitimos que ela venha, para, quem sabe alertar a outros!
adorei a obra, aprendo muito por aaqui, Patrick; nem imagina!
bjks
╬♥╬

JRonson disse...

A arte também tem esse papel, mostrar o lado mais desolador do ser humando e mais cru de toda a vida, e por vezes isso dá origem a obras fantasticas, cm essa aí.

linda lourenco disse...

É preciso muito coragem Para relatar,pintar,poetizar A verdade,que
relata essa obra maravilhosa,mesmo em nosso século XXI...A maldade,crueldade,guerras...

O seu texto que acompanha a Obra,
são as palavras certas..
Abraço.

Mente Hiperativa disse...

Não precisava nem comentar nada aqui, a obra casou perfeitamente com os dizeres. Você já fez tudo!