-
-

LONGA É A ARTE, TÃO BREVE A VIDA

-
-
-

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Dia Festivo, de Adelson do Prado, 2008.

-

...mas é carnaval,
não me diga mais quem é você,
amanhã tudo volta ao normal,
deixa a festa acabar,
deixa o barco correr,
deixa o dia raiar...
-
(Trecho da música Noite dos Mascarados,
de Chico Buarque de Hollanda)
-

5 comentários:

JRonson disse...

Mesmo lindo !!!!!

Solyni disse...

Gostei muito do aspecto feminino na obra, as cores vivas mas tranquilas e a imagem das mulheres com as flores...Muito bonito*.*
E no texto, a idéia do carnaval que muda as pessoas e as relações delas, encaixou-de perfeitamente com a nossa época....
Adorei a postagem *...*
Muito boa!
bjks
╬♥╬

linda lourenco disse...

Olá Patrick,mais uma obra colorida de cores e flores como eu gosto:)
Um lindo selo está a sua espera no meu blog.
beijo.
linda.

Tais Luso disse...

Patrick, nada como um dia após o outro... Depois da obra cruel de Portinari mostras a alegria do Carnaval na obra de Prado. Deu uma aliviada... Mas a vida amarga continua nas pinceladas de vários grandes mestres; assim como as alegrias. E assim vai se fazendo a vida.

bjs, amigo.
tais luso

Mente Hiperativa disse...

Gostei das cores e formas!