-
-

LONGA É A ARTE, TÃO BREVE A VIDA

-
-
-

domingo, 9 de maio de 2010

Série Mater

-
Mater, de Sérgio Martinolli.
-


Mãe e Filha, de Zuleno Pessoa.
-



Maternidade, de Orlando Teruz.
-



Mãe e Filha, de Reynaldo Fonseca, 2009.
-



Madona com o Menino, Escola Francesa, século XVIII.
-

-
Só as mães são felizes!
-

7 comentários:

Solyni disse...

Que lindo...
Oh , queão tocante é a vida!
As cores das obras parecem se equilibrar entre filho e mão...
Realmente perfeito...
Arrasou Patrick *.*

Lianara **Lia** disse...

Olá!
Achei você no blog da Tais Luso, vim espiar e virei seguidora! Gostei!

Beijos

Lia

Blog Reticências...
http://liaks25.blogspot.com/

Tertúlias... disse...

Lindas... só nao gosto muito do trabalho de Martinolli. Nao sei, lembra-me "Valentina" (lembra da revista em quadrinhos? Sao os tracos... )

Tais Luso disse...

Oi, Patrick, lindas as madonas, porém a primeira é sensacional, não por ser moderna, por ter traços fenomenais. A de Sérgio Martinolli.

beijos, amigo! Eu também estive aqui...rsrs

Tais Luso

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE
UN METRO CUADRADO DE ARTE POR FAVOR


ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CHOCOLATE, EL NAZARENO- LOVE STORY,- Y- CABALLO, .

José
ramón...

Efigênia Coutinho disse...

Mater

Grandes telas aprecio neste seu recanto de arte hoje,
eu estava saudosa deste seu fino e requintado espaço dedicado a arte,
aqui de New York,

Efigênia Coutinho

Mente Hiperativa disse...

A primeira mater era hollywoodiana? Rsrs