-
-

LONGA É A ARTE, TÃO BREVE A VIDA

-
-
-

sábado, 3 de abril de 2010

Iluminações I e II, de Yara Tupynambá, 2004.

-

Tá tudo assim na arte,
tudo iluminado,
tudo brilhando.
-
Tá tudo assim na arte,
tudo claro,
tudo aceso.
-
Tá tudo assim na arte,
tudo ligado.
-


-

6 comentários:

Luna disse...

O jogo de cores associado à noite tornam estas obras inspiradoras...

Ricardo Calmon disse...

em dia esse chuvoso entre trovoadas e franciscos,luz e cores a nós doastes!
merci,mon amie!

vive la vieeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

JRonson disse...

m faz lembrar as obras de uma artista que ja vi na blogesfera. Sem duvida as cores sao um maximo na obra :)

Tais Luso disse...

Oi, Patrick, gostei das obras, das cores e dos prédios; e da lua insinuante.

A propósito, vai indo meu obrigadíssimo (de coração) pela ilustração do blog com meus santos.

bjs
tais luso

. intemporal . disse...

.

. pasmo .

. e deixo.te um abraço de tantas as cores .

.

. paulo .

.

Fernanda Rodante disse...

Querido,

Como sempre, você surpreende.
Parabéns pelas escolhas!

Feliz dia!

beijooooooooooooooooooooooooo